Nos marcos do Projeto Internacional "Grupos dirigentes e domínios políticos na América Latina. O trabalho de representação de interesses em múltiplas escalas", financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), este espaço é destinado à reunir materiais e produções atinentes às pesquisas desenvolvidas por sua equipe, constituída de cientistas sociais notabilizados por suas contribuições nesse campo de estudos.

Dois direcionamentos gerais orientam a articulação desta rede de cooperação.

1) Promover o avanço da pesquisa coletiva social e sociologicamente relevante sobre os condicionantes da ocupação de altas posições de poder, que impactam (material e simbolicamente) os países da América Latina, sobretudo Brasil, Uruguai e Argentina: configurações nacionais marcadas por processos de recomposição dos perfis sociais, profissionais, militantes, ideológicos e discursivos dos grupos dirigentes, bem como das suas disposições/disponibilidades à ocupação de postos políticos. 

2) Estimular e proporcionar intercâmbios entre profissionais especializados/as no estudo de grupos dirigentes em diferentes países da América Latina, especialmente, visando a tonificação de uma rede de cientistas sociais que desde a última década do século XX vem empreendendo trocas consistentes (em congressos, projetos de pesquisa, publicações, grupos de trabalho) na mesma seara.

 

Objetivo Geral deste projeto é reunir especialistas dedicados a estudar grupos dirigentes na América Latina, com vistas a fortalecer intercâmbios acadêmicos e a realizar investigação coletiva sobre protagonistas e debates pautados em múltiplas lógicas sociais ou interesses políticos e econômicos.

Nos últimos anos, um dos componentes centrais desta proposta, Miguel Serna, tem promovido – juntamente com a pesquisadora Florencia Luci (Instituto de Investigaciones Gino Germani, Facultad de Ciencias Sociales Universidad de Buenos Aires/Argentina) e o pesquisador Francisco Robles-Rivera (Instituto de Investigaciones Sociales, Facultad de Ciencias Sociales Universidad de Costa Rica, Costa Rica) – conexões fundamentais entre profissionais de toda a América Latinha, aglutinados no âmbito da CLACSO em duas edições de Grupos de Trabalho sobre elites, empresários, dominação, Estado e desigualdades (2019-2025). 

Estamos ligados ao Grupo de Trabajo CLACSO Élites económicas, estados y desigualdade, cuja meta principal é "analisar criticamente as distintas perspectivas teórico-metodológicas para o estudo das elites latino-americanas" e, por esse meio, "construir perguntas, análises e diagnósticos originais ancorados em processos sócio-históricos concretos" (https://www.clacso.org/elites-economicas-estado-y-desigualdad/).

As expectativas, então, são as de potencializar agendas de pesquisas sobre as elites dirigentes em múltiplas escalas e ampliar as teias de interlocução, principalmente, incorporando jovens pesquisadores (as), com trabalhos originais, significativos e estimulantes à renovação do conhecimento produzido. 

EQUIPE PRINCIPAL

Dr. Igor Gastal Grill   

COORDENADOR GERAL (Universidade Federal do Maranhão – Brasil)

Professor Titular e Pesquisador na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCSoc) e ao Departamento de Sociologia e Antropologia (DESOC). É editor da Revista Pós Ciências Sociais (REPOCS/UFMA) e coordena o Laboratório de Estudos sobre Elites Políticas e Culturais (LEEPOC/UFMA). É integrante do Grupo de Trabalho Élites empresariales, Estado y Desigualdad do Conselho latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO).

 

Dr. Miguel Pablo Serna  

PESQUISADOR COLABORADOR SENIOR (Universidad de la República – Uruguay)

Professor Titular do Departamento de Sociología na Universidad de la República (Uruguai); pesquisador do Sistema Nacional de Pesquisadores (Uruguai); chefe do núcleo de pesquisa Grupo Dirigentes de Uruguay en Perspectiva Comparada – Facultad de Ciencias Sociales; Coordenador dos grupos de trabalho Élites económicas, estado y desigualdad - CLACSO, e do grupo de investigação Elites en América Latina, da Associação Latino-americana de Ciência Política (ALACIP).

 

Dra. Mariana Gené 

PESQUISADORA COLABORADORA SENIOR (Universidad Nacional de San Martín – Argentina)

Professora Titular do Departamento de Sociología da Escuela Interdisciplinaria de Altos Estudios Sociales da Universidade Nacional de San Martín (EIDAES-UNSAM); pesquisadora do Sistema Nacional de Pesquisadores (CONICET, Argentina); diretora da Revista Papeles de Trabajo da UNSAM; coordenadora do Centro do Estudos Socio-Políticos da Escuela Interdisciplinaria de Altos Estudios Sociales da Universidade Nacional de San Martín (EIDAES-UNSAM); e integrante do Grupo de Trabalho Élites empresariales, Estado y Desigualdad do Conselho latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO). 

 

Dra. Eliana Tavares dos Reis 

VICE-COORDENADORA (Universidade Federal do Maranhão – Brasil)

Professora e pesquisadora da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), vinculada ao Departamento de Sociologia e Antropologia (DESOC) e ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCSoc). Coordena o Laboratório de Estudos sobre Elites Políticas e Culturais (LEEPOC). Participa do Comitê Editorial da Revista Pós Ciências Sociais (REPOCS) e é integrante do Grupo de Trabalho Élites empresariales, Estado y Desigualdad do Conselho latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO).

 

Dr. Ernesto Seidl 

 

PESQUISADOR COLABORADOR SENIOR (Universidade Federal de Santa Catarina – Brasil)

Professor Titular do Departamento de Sociologia e Ciência Política e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Coordena o Núcleo de Pesquisa em Movimentos Sociais (NPMS) e integra o Observatório de Elites Políticas e Sociais do Brasil. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. 

 

Dra. Larissa Arruda

JOVEM PESQUISADORA COLABORADORA 

Doutora e Mestra em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Visiting PhD Researcher no Kings College London. Pós-doutorado no CEBRAP. Atua nas áreas de Sociologia e Ciência Política, principalmente em estudos sobre elites políticas, estudos sobre poder local, política subnacional, Regionalismo, Pensamento Político e Social e História Política Brasileira.

 

Dr. Maurício Izelli Doré 

JOVEM PESQUISADOR COLABORADOR
 

Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Sergipe. É pesquisador do LEEPOC e tem experiência na área de Sociologia e Ciência Política, com ênfase em Instituições Políticas Brasileiras, atuando principalmente nos seguintes temas: participação, engajamento, poder local, recrutamento.